“Festa no Feminino”, FPF

Rosa Mota, Bé, Amândio de Carvalho, Elza Pais e Nuno Cristóvão mostram o cartão vermelho à violência doméstica (©FPARAISO)

Festa no Feminino
Quinta-Feira , 08 Abril 2010
A sede da Federação Portuguesa de Futebol recebeu, esta quinta-feira, a Conferência de Imprensa de apresentação da VII Final da Taça de Portugal de Futebol Feminino, que pretende ser uma verdadeira festa do Desporto no Feminino.
Na sessão – que contou com as presenças do Vice-Presidente da FPF, Amândio de Carvalho, da Secretária de Estado da Igualdade, Elza Pais, da campeã olímpica, Rosa Mota, além dos treinadores dos dois emblemas finalistas, Nuno Cristóvão (1º de Dezembro) e Anabela Silva “Bé” (Boavista) –, Amândio de Carvalho revelou que a realização da Final da Taça Feminina no Jamor “é o concretizar uma velha aspiração da FPF”, que em outras épocas já tinha tentado realizar o jogo decisivo da competição no Vale do Jamor.
“Queremos dar um novo fôlego e uma nova visibilidade à competição e ao próprio Futebol Feminino Português e, também por isso, foi criada uma nova imagem e identidade para o Futebol Feminino”, prosseguiu, sublinhando que “a FPF fez um esforço importante para dar aos clubes participantes e equipa de arbitragem todas as condições para disputarem a Final, nomeadamente através da disponibilização de Hotéis para a véspera e dia de jogo”.
O Vice-Presidente Federativo não esqueceu um agradecimento especial ao Governo, nas figuras da Secretária de Estado da Igualdade, Elza Pais, e do Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, Laurentino Dias, por todo o apoio e empenho dado, bem como ao Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia que permitiu, por exemplo, a deslocação em autocarro até ao Jamor de todas as equipas que participaram nas eliminatórias da presente edição da Taça de Portugal.
Por seu lado, Elza Pais louvou a iniciativa da FPF e apresentou a campanha “Mostra o cartão vermelho à violência doméstica”, no âmbito do Movimento “Maltrato zero”. A responsável governamental apelou à “presença maciça de mulheres e homens no Estádio Nacional” e mostrou-se convicta que os espectadores assistirão a “um grande espectáculo”.
Também presente na Conferência de Imprensa, a campeã olímpica, Rosa Mota, lembrou o caminho difícil que as mulheres têm percorrido na luta pela igualdade de género no Desporto e mostrou-se entusiasmada com a realização da Final da Taça Feminina no Jamor. “Apelo a todas as mulheres, jovens e crianças para que encham o Estádio Nacional e façam do jogo uma grande festa, sem violência, provando que o Deporto pode e deve ser vivido com respeito”, referiu.
Os treinadores das duas equipas, Nuno Cristóvão e Bé, sublinharam o agrado com que vêm a realização do jogo no Jamor e mostraram a ambição de erguerem o troféu. Para ler as entrevistas que os dois técnicos concederam ao fpf.pt, clique nas notícias relacionadas (“Cereja no topo do bolo” e “Motivação maior”).

Clique aqui para consultar o dossier de Imprensa alusivo à Final da Taça de Portugal.

Anúncios

About S.U. 1º Dezembro | Futebol Feminino

Campeãs Nacionais de Futebol Feminino | National Women's Football Champions Ver todos os artigos de S.U. 1º Dezembro | Futebol Feminino

Comments are disabled.

%d bloggers like this: