“Em crescendo”, in FPF

Mónica Jorge a sorrir

Mónica Jorge comanda a Selecção Nacional Feminina (©FPFFrancisco Paraíso)

Sexta-Feira , 30 Outubro 2009

A Seleccionadora Nacional, Mónica Jorge, está confiante no futuro da Selecção Feminina. Na passada quarta-feira, a Equipa das Quinas sofreu uma derrota tangencial (0-1), diante da Finlândia, no seu segundo jogo de apuramento para o Mundial 2011, mas a responsável técnica lusa mostrou-se feliz com o comportamento das suas atletas e confiante na construção de uma equipa ainda mais competitiva.

“Antes de mais, não nos podemos esquecer que a Finlândia chegou aos quartos-de-final do Campeonato da Europa, disputado em Setembro último, e apresentou-se em Tondela [local do jogo] no seu mais alto período competitivo, com elevados índices físicos, uma vez que a sua liga está a caminhar neste momento para as últimas jornadas”, lembrou.

Mónica Jorge valorizou o esforço das suas atletas, revelando-se “orgulhosa com o comportamento das jogadoras”. “Penso que o desfecho da partida é muito injusto, até porque criámos as melhores oportunidades e podíamos, mesmo, ter construído um resultado confortável. A Finlândia dominou alguns momentos do jogo, mas Portugal, em situações de contra-ataque, esteve mais vezes perto do golo. Não fomos felizes, falhámos inclusivamente uma grande penalidade e sofremos o golo num lance confuso e alga atabalhoado”, sublinhou.

Apesar do resultado negativo averbado diante de uma equipa de topo do futebol feminino, a Seleccionadora Nacional acredita que está a nascer “uma nova Selecção Nacional, que vai dar que falar e que irá disputar taco-a-taco todos os encontros com as formações mais fortes”. “Já o havíamos feito em Itália e voltámos a fazer frente à Finlândia”, referiu.

“Esta é uma Selecção repleta de jogadoras muito jovens, que transitaram das Sub-19 – a que se juntam três ou quatro elementos com maior experiência – e que continua a crescer competitivamente, a apresentar bom futebol e a surpreender e merecer o respeito das adversárias, o que há uns tempos a esta parte era impensável”, frisou.

Para Mónica Jorge, “o apuramento ainda está no início e há ainda muitas contas a fazer”. “Defrontámos as duas equipas mais fortes [Itália e Finlândia] e tenho a certeza que quando a Itália vier jogar ao nosso País [27 de Março de 2010] vai apresentar-se com grande respeito pela nossa Selecção. Ainda falta muito caminho até ao final da qualificação e, desde já, assumo a ambição de ganhar à Itália e à Finlândia nos jogos que iremos ainda realizar com estas duas equipas”, garantiu.

A terminar, a treinadora lusa não esqueceu uma palavra ao muito público que vibrou com a nossa Selecção. “Agradeço a Tondela e ao magnífico público que encheu o Complexo Desportivo João Cardoso pelo apoio que nos deram do primeiro ao último minuto. Que me lembre, nunca a Selecção Nacional teve uma recepção tão maravilhosa e só tenho pena de não termos podido retribuído todo o carinho que nos deram com uma vitória, que acredito que seria inteiramente merecida”, rematou.

Confira aqui os jogos e classificação do Grupo 7 de apuramento para o Campeonato do Mundo de 2011, que terá lugar na Alemanha.

in FPF

Advertisements

About S.U. 1º Dezembro | Futebol Feminino

Campeãs Nacionais de Futebol Feminino | National Women's Football Champions Ver todos os artigos de S.U. 1º Dezembro | Futebol Feminino

Comments are disabled.

%d bloggers like this: